O QUE DIZEM AS ROCHAS >> AMBIENTE MAGMÁTICO

Ambiente Magmático

Introdução

Modo de jazida

Composição mineralógica

Textura

Estrutura

Inclusões ou xenólitos

Classificação

Introdução

Como o próprio nome diz este é o ambiente do magma, líquido quente e viscoso, que pode ascender rapidamente à superfície onde solidifica ou ascender lentamente, solidificando pelo caminho no interior da Terra. No primeiro caso formam-se as rochas magmáticas ditas extrusivas – como o basalto, no segundo caso formam-se as rochas magmáticas ditas intrusivas – como o granito. Com modos de jazida muito distintos.

Intrusivas vs Extrusivas Diferenciação Gravítica Cristalização Fracionada

(fonte das imagens: www.cientic.com)

A formação de dois tipos de rocha tão distintos a partir do mesmo material de origem desde cedo intrigou os geólogos.  Actualmente considera-se que o magma basáltico tem origem no manto. Quanto ao granito pode derivar da diferenciação magmática de magmas com origem no manto ou da mistura de materiais da crusta com materiais do manto, por exemplo, nas “raízes” de montanhas em formação.

Tipos de magma e ambientes geológicos associados (fonte: www.letras.up.pt/geograf/geofis/geofis.html)

Actualmente as rochas magmáticas formam-se em zonas tectónicamente mais activas onde o magma ascende frequentemente por falhas e vulcões e em zonas de formação de montanhas onde as intrusões de magma são frequentes.

Ambiente magmático Plumas térmicas e Pontos quentes Correntes de Convecção

 Magmas Basálticos (Basaltos e Gabros) Magmas Andesíticos (Andesitos e Dioritos) Magmas Riolíticos (Riolitos e Granitos)

(fonte das imagens: www.cientic.com)

Modo de jazida

No que diz respeito à forma de ocorrência as rochas intrusivas podem agrupar-se em formas concordantes (lacólitos, «sills» ou filões camada, lopólitos e facólitos) e formas discordantes (filões ou diques, chaminés, apófises). Podem também constituir grandes massas designando-se então batólitos.

Quanto ás rochas extrusivas podem ocorrer duas situações. Quando a lava sai tranquilamente origina formações mais ou menos tabulares de espessura variável, os mantos extrusivos. Quando a lava é viscosa e carregada de gases a erupção é violenta são expelidos diversos detritos sólidos desde cinzas a materiais de grandes dimensões – rochas piroclásticas -  formando frequentemente estratos e muitas vezes apresentando fósseis, caso único entre as rochas magmáticas.

      Modos de Jazida (fonte: www.cientic.com)

Composição mineralógica

É o parâmetro de classificação mais importante nas rochas magmáticas. Apesar da composição complexa do magma, as rochas magmáticas são constituídas por um pequeno grupo de minerais primários, principalmente quartzo, feldspatos e feldspatóides – minerais claros ou félsicos – e piroxenas, anfíbolas, micas e olivinas – minerais escuros ou máficos. Os outros constituintes classificam-se como minerais acessórios.

Textura

Refere-se à forma, arranjo e distribuição dos minerais na rocha. Nas rochas magmáticas está relacionada com a profundidade e rapidez da solidificação. Quando as rochas solidificam à superfície não formam cristais – textura afanítica - sendo impossível a identificação de minerais a olho nu, e se a solidificação for muito rápida chegam formam-se vidros vulcânicos – textura vítrea - sem minerais. Quando solidificam em profundidade a solidificação é mais lenta, há tempo para a formação de cristais, que são visíveis a olho nu – textura fanerítica - e por vezes de grandes dimensões – textura pegmatítica. As rochas faneríticas podem ser granulares – quando o tamanho e forma dos grãos são semelhantes e apresentam distribuição uniforme ou porfiróides quando no seio de minerais mais pequenos – matriz – se desenvolvem minerais de grandes dimensões - pórfiros.

Estrutura

Está essencialmente relacionada com a forma e orientação das diaclases provocadas pelas pressões a que a rocha está ou esteve sujeita que determinam o padrão de disjunção da rocha. A disjunção em bancos e a esferoidal é vulgar nos maciços intrusivos de granitos e granitóides.  A disjunção colunar é vulgar nas rochas magmáticas mas mais frequente em basaltos e rochas afins. A disjunção laminar é vulgar em intrusões como filões camada e diques, e pode confundir-se com estratificação.

É a forma particular de disjunção dos granitóides que está na base da formação das paisagens onde o caos de blocos e as suas pedras bolideiras dominam, como no norte do país e em Monchique, no Algarve.

Inclusões ou xenólitos

Resultam da incorporação de fragmentos de outras rochas na massa do magma e diferem da rocha envolvente na composição, cor e textura. São estruturas 'relíquia' importantes quer pelas pistas que podem oferecer acerca das rochas envolventes na altura do magmatismo quer pelas informações acerca de zonas inferiores da litosfera, nomeadamente a base da crosta e a parte superior do manto.

Classificação

Intrusivas – granito; sienito; sienito nefelínico*; diorito; gabro; dolerito* ou microgabro; lamprófiros*; peridotito 

Extrusivas 

    mantos – basalto*; riolito; traquito; andesito

    piroclásticas – tufos vulcânicos*; brechas vulcânicas*; bombas*

Classificação (fonte: www.cientic.com)